Quanto ganha uma modelo no salão do Automóvel em São Paulo

Nunca imaginei que se poderia ganhar tão bem em 14 dias !!

Confira a materia que eu li no portal do Terra.

Grande beijo,

Ligia Lagos

 

Além dos motores potentes e dos designs modernos, as modelos são outra atração para o público majoritariamente masculino do Salão Internacional do Automóvel de São Paulo. Entre os diversos olhares, fotografias que praticamente “esquecem” dos carros e propostas indecorosas, o trabalho exige jogo de cintura e preparo físico para aguentar até 11h por dia – a maioria em cima do salto alto. No entanto, o serviço é bem recompensado, com diárias que chegam a R$ 450 para as modelos em destaque – aquelas que geralmente rodam ao lado dos carros em plataformas -, o que dá R$ 6.300 para os 14 dias de evento (contando os dois dias exclusivos para imprensa).

Trabalhando pela quarta edição consecutiva do salão, Jaqueline Vera, 25 anos, diz que já está acostumada, mas não é fácil. “O mais difícil é a carga horária. Chegamos de manhã para fazer o cabelo e a maquiagem e só saímos depois de fechar (o salão vai até as 22h todos os dias)”, afirmou. Mesmo assim, a procura por trabalhos deste tipo vem aumentando, segundo Nay Mattos, proprietário da Ness Special Casting, que levou suas modelos para os estandes da BMW e da Mini no evento deste ano.

“O mercado de eventos está muito cobiçado. Pessoas chegam a sair de empregos fixos para trabalhar em feiras. Atualmente fazemos cerca de 400 eventos por ano, ou seja, mais do que um por dia em média”, disse Mattos. De acordo com ele, o Salão do Automóvel é um dos mais procurados porque paga mais – em torno R$ 280 a R$ 300 por dia, enquanto outras feiras pagam entre R$ 150 e R$ 250 para o mesmo trabalho.

Até mesmo modelos e ex-modelos profissionais buscam trabalhos em eventos, como é o caso de Pamela Oliveira, 24 anos, que já participou de comerciais de Ford, Fiat, Vivo e de catálogos de moda. “Como modelo nem sempre tem trabalho e evento é mais garantido. Ganho uma grana e posso ficar tranquila para fazer mais ‘castings'”, afirmou.

No entanto, no salão é preciso ter uma paciência maior para lidar com os hormônios dos visitantes. “Aqui o assédio é muito maior. Tem que ter controle para não ficar de mau humor”, disse Jaqueline. Para Pamela, as propostas diminuem conforme a postura que se adota ao posar ao lado dos carros e ao se comunicar com os homens.

Perfil
De acordo com Fernanda do Amaral, coordenadora da HZ Eventos, cada montadora escolhe certo tipo de modelo – loiras, morenas, orientais, mais magras, universitárias e até as que estão dispostas a mostrar um pouco mais de pele. Embora seja um mercado dominado pelas mulheres, também há espaço para os homens. “Trouxemos neste ano cerca de 90 modelos para Porsche, Kia, Audi e Chrysler e 25 são homens”, disse Fernanda.

Para os que estão interessados em ingressar nessa carreira, Mattos afirma que é necessário mais do que beleza. “Na verdade, é o cartão de visita da empresa. Então, tem que ter postura, ser educado e pró-ativo”, disse. Segundo ele, é bom também pesquisar o histórico da empresa recrutadora para evitar ciladas e ter cuidado ao fazer o primeiro contato com a agência. “Recebo de 15 a 20 e-mails por dia com currículo. Os que têm erro de ortografia vão direto para a lixeira”, afirmou.

 

Anúncios

Deixe sua marca aqui no OMUNDODALI.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s