Deus ainda fala por Eliane Malpighi

Às vésperas da chamada sexta-feira da paixão, muitos sentem uma profunda tristeza pela morte de Jesus. E de fato o que Ele passou, até que a sua crucificação acontecesse, foi inimaginável: xingamentos, açoites, blasfêmias, afrontas e muita, muita dor. Há relatos médicos descrevendo o que, possivelmente, Jesus padeceu enquanto permaneceu pendurado no madeiro, e eles nos comovem diante da atitude de amor e humildade com que Jesus enfrentou a sua crucificação. Mas também de maneira que não conseguimos compreender, Ele passou por toda agonia com um amor inexplicável, pois em seu coração ansiava por oportunizar que o homem voltasse a ter intimidade com seu Criador, Deus Pai. Então, maior, muito maior do que a dor pela sua morte, deve e precisa ser a nossa alegria diante da convicção de que Jesus ressuscitou!

“No primeiro dia da semana, bem cedo, ao nascer do sol, elas se dirigiram ao sepulcro, perguntando umas às outras: “Quem removerá para nós a pedra da entrada do sepulcro?“. Mas, quando foram verificar, viram que a pedra, que era muito grande, havia sido removida. Entrando no sepulcro, viram um jovem vestido de roupas brancas assentado à direita, e ficaram amedrontadas.”Não tenham medo”, disse ele. “Vocês estão procurando Jesus, o Nazareno, que foi crucificado. Ele ressuscitou! Não está aqui. Vejam o lugar onde o haviam posto.” Mc 16:2-6

Beijos e bênçãos

Eliane Malpighi

Deixe sua marca aqui no OMUNDODALI.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s