Deus ainda fala por Eliane Malpighi

Sempre que penso na história de Abrãao levando seu único filho – e filho de promessa que se cumpriu depois de 25 anos! (Gen.22) – para,em obediência a Deus, sacrificá-lo, acho muitíssimo difícil tentar imaginar o que passava pela mente e coração de ambos, já que estavam subindo ao lugar de sacrifício, levando os apetrechos do ritual, exceto o cordeiro. Ao tomar o cutelo e levantar a mão para finalizar o ato do sacrifício, uma voz bradou dos céus: “Não estendas a tua mão sobre o moço, e não lhe faças nada; porquanto agora sei que temes a Deus, e não me negaste o teu filho, o teu único filho.” (v.12). E então fiquei pensando que somente uma profunda intimidade com Deus permitiu a Abrãao discernir e crer que era a voz de Deus, e não do inimigo tentando impedi-lo de ser obediente. Isso fez a diferença entre matar e não matar Isaque. E nós, temos buscado intimidade com Deus, de maneira que consigamos discernir a sua voz mesmo em situações extremas?

Beijos e bênçãos

Eliane Malpighi

Deixe sua marca aqui no OMUNDODALI.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s